Nossas Ações


As ações de responsabilidade social da EMAP organizam-se a partir dos públicos de relacionamento da empresa. Desenvolvemos ações para a comunidade portuária, público interno e comunidades de entorno. Confira a seguir alguns resultados já alcançados até aqui.

Ações com a Comunidade Portuária

A) Comitê de Responsabilidade Social Corporativa

O Comitê de Responsabilidade Social do Itaqui Bacanga tem o objetivo de reunir empresas que atuam na região em torno do tema sustentabilidade. A partir desta ação tem sido possível a construção de um olhar coletivo sobre o território, a coordenação de esforços, o fortalecimento do setor junto à comunidade e, consequentemente, a ampliação dos resultados. A EMAP coordena esse esforço coletivo formalizado em evento ocorrido no mês de outubro de 2015 quando representantes de 15 empresas assinaram Termo de Cooperação em Responsabilidade Social da Área Itaqui Bacanga. Juntos somos ainda mais fortes!


Em 2016 o comitê realizou encontros formativos sobre incentivos fiscais, mesas de diálogo com o poder público municipal e estadual sobre politicas públicas para o território Itaqui Bacanga e ações voluntárias em escolas públicas.


b) Circuito Saúde nos Portos

Com o objetivo de promover ações que favoreçam a prevenção, promoção, vigilância e assistência à saúde e contribuir com o fortalecimento da relação porto cidade, a EMAP realiza, em parceria com os Ministérios do Transporte e Saúde e SEST-SENAT, o Circuito Saúde nos Portos. O programa conta com orientações nutricionais, sobre saúde do homem (câncer de próstata, de pênis e de boca), DST’s-AIDS e os prejuízos causados pelo consumo de álcool e drogas, além de dicas para o combate ao mosquito Aedes aegypt. Em 2016 foram realizados 119 atendimentos em dois dias de atividades.



Ações com o Público Interno

A) Ações de Voluntariado

Desenvolver nos colaboradores o senso de solidariedade e pertencimento social é uma das nossas metas. A EMAP acredita na força do trabalho voluntário. Somos uma pequena comunidade que congrega funcionários, terceirizados e parceiros comerciais. Trabalhamos para disseminar nossos valores, contribuindo para o desenvolvimento de um mundo melhor, mais justo e fraterno.


As ações de voluntariado são, via de regra, idealizadas e executadas pelos próprios funcionários, tendo como foco preferencial a educação. Em pouco mais de três anos de implantação, o Programa Voluntários EMAP promoveu diversas oficinas, reformas de equipamentos comunitários, palestras com temas sobre prevenção de drogas, DST’s, empregabilidade, violência doméstica, planejamento orçamentário, parceria com o SINE para fomento de empregabilidade, parceria com SENAC para ações preventivas de saúde, parceria com o VIVA CIDADÃO para emissão de RG e carteiras de trabalho, doação de cestas básica, etc.


Algumas das comunidades beneficiadas ao longo desse período são: Vila Mauro Fecury II, Vila Maranhão, Porto Grande, Cujupe, Aranhengaua e Ilha do Cajual.


Em 2015 a EMAP mobilizou voluntários e parceiros para realização de ações solidárias que contribuam com o fortalecimento de escolas e ONGs da região. No dia 23 de maio realizamos um dia de integração com jovens e famílias da escola da U.E. Isidoro Augusto de Souza que atende adolescentes do ensino médio do Polo Comunitário de Desenvolvimento Social (PCDS). Foram desenvolvidas várias atividades, como palestras e dinâmicas em torno da temática “Talentos, Atitudes e Profissionalismo”. O objetivo foi fortalecer ações da escola no sentido de estimular o desenvolvimento de um bom perfil de estudante, oferecer “dicas” para acesso ao mercado de trabalho, assim como fortalecer a interação família – escola.


Em comemoração ao dia nacional do voluntariado, a quadra de esporte da U.E. Dayse Galvão (Vila Embratel) recebeu algumas melhorias e num ensolarado sábado os estudantes puderam confraternizar-se com voluntários da EMAP participando de jogos coletivos. Em um outro momento, livros também foram doados para a biblioteca da escola.


Em 2016, estudantes do ensino médio, da escola Isidoro Augusto de Sousa visitaram o Porto do Itaqui tendo oportunidade de ampliar seus conhecimentos sobre o mundo do trabalho, cuidados com saúde, meio ambiente.


B) Roda de Leitura

Em maio de 2015 a EMAP lançou o projeto “Roda da Leitura”, que incentiva a leitura entre os colaboradores da empresa. As obras literárias foram doadas pelos próprios funcionários. Até o mês de julho, já era contabilizada a doação de cerca de 160 livros, que ficam disponíveis para empréstimo em diversos pontos espalhados pela empresa, podendo participar os colaboradores da EMAP, terceirizados e seus familiares. O objetivo é fomentar o gosto pela leitura, contribuindo na educação permanente da comunidade portuária.


C) Semana do Meio Ambiente

Sempre atenta aos cuidados com a natureza e as pessoas, a EMAP vem realizando anualmente a Semana do Meio Ambiente. A proposta é aproveitar o Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, para provocar a reflexão da comunidade portuária sobre conquistas e desafios do Porto do Itaqui. Em 2015 foi feita, em parceria com o TEGRAM, MAXTEC e ENGEBRAS, a revitalização da rotatória de acesso ao porto organizado e em 2016 houve ciclo de palestras sobre normas e certificação ambiental e atividades de combate ao Aedes aegypti nos terminais de ferryboat.


Ações com as Comunidades de Entorno – Programa Porto Comunidade


A EMAP é responsável pela administração do Porto do Itaqui e dos Terminais externos da Ponta da Espera e Cujupe, Porto Grande e São José de Ribamar.


A travessia Ponta da Espera - Cujupe constitui importante portal de acesso que liga a região da Baixada Maranhense à capital do Estado. São cerca de 12 viagens diárias em ferryboats que transportam passageiros e veículos. Em 2015 viajaram 1,7 milhão de passageiros e mais de 320 mil veículos. No entorno desses terminais vivem famílias que se relacionam com os negócios da empresa, estabelecendo uma rica relação entre o porto e a comunidade.


A) Parceria com a Associação dos Agricultores Familiares, Pescadores Artesanais e Vendedores do Porto de Cujupe - AVITEC


Muitos dos moradores do Cujupe dedicam-se à comercialização de produtos e alimentos para os passageiros do terminal de ferryboat. Atenta a essa vinculação da população com o terminal, a EMAP trabalha em parceria com a AVITEC, associação que reúne os vendedores e suas famílias. Um forte trabalho educativo e de empreendedorismo vem sendo desenhado de modo a oferecer aos usuários dos terminais serviços cada vez melhores e mais eficientes, garantindo também a geração de renda e melhoria da qualidade de vida dos vendedores. Estudo de mercado, atualização do mix de produtos, cursos de capacitação para o manuseio de alimentos e atendimento ao cliente, são algumas das ações em implantação. Em 2017 será construído o novo terminal do Cujupe, com área exclusiva e privilegiada para abrigar esses micro empreendedores.


Números do Programa


  • 2.527 atendimentos diretos
  • 490 atendimentos em saúde da criança
  • Mais de 400 doses de vacina
  • 300 kits de higiene bucal infantil distribuídos quase 1.000 testes em DST/Aids/HIV
  • Mais de 400 documentos emitidos
  • 130 servidores mobilizados

O terminal do Cujupe também foi palco do Natal Solidário, que consistiu numa tarde com peça teatral, brincadeiras, distribuição de lanche e brinquedos para 400 crianças residentes naquela região.


C) Diagnóstico Social da Área Itaqui Bacanga

A EMAP, em parceria com o Movimento Nossa São Luís, do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA) realizou ampla pesquisa sobre indicadores socioeconômicos da área Itaqui-Bacanga, ferramenta que traça um diagnóstico desse território, oferecendo à comunidade, poder público e instituições sociais, subsídios e dados técnicos capazes de apoiar iniciativas desenvolvidas em prol da melhoria de vida dos moradores da região. A área pesquisada representa mais de 58 bairros que, juntos, reúnem aproximadamente 140 mil pessoas.


Clique aqui para baixar o conteúdo completo em PDF.


D) Apoio ao Estaleiro Escola


Por meio de um convênio de cooperação técnica celebrado com a Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), a EMAP apoia ações educacionais voltadas à promoção da área portuária e socioambiental desenvolvidas pelo Centro Vocacional Estaleiro Escola.


O Estaleiro Escola é um centro de formação profissional público voltado à preservação das embarcações tradicionais do Maranhão, desenvolvendo cursos de carpintaria naval, educação ambiental e logística portuária.



E) Apoio a Comunidade da Ilha do Cajual

A Ilha do cajual é uma comunidade quilombola situada na Baía de São Marcos, em frente ao terminal do Cujupe operado pela EMAP. Essa localidade pertence ao município de Alcântara, é área de preservação ambiental e também um importante sítio arqueológico, reunindo fósseis de espécies vegetal e animal. Lá está localizada a famosa Lage do Coringa, onde foram encontrados os vestígios do maior dinossauro carnívoro do Brasil. A EMAP atua junto a essa comunidade mobilizando atores públicos para que levem as diversas políticas públicas para aquela localidade e também por meio do seu grupo de voluntariado corporativo. Uma das iniciativas tomadas pelo grupo foi doar para cada família da localidade um filtro de barro, contribuindo com melhoria na qualidade da água consumida.



F) Apoio ao Projeto Oca Praia do Barco

A EMAP apoia o projeto Mangue Sustentável, ação de empreendedorismo socioambiental desenvolvido pela OCA Editora e Turismo Sustentável nos municípios de Alcântara e São Luis. A partir de ações educativas e confecção de produtos recicláveis, o projeto visa divulgar a importância dos manguezais, contribuindo para a sua valorização e conservação.


G) Programa de Visitas

O Porto do Itaqui é patrimônio de todos os maranhenses. Visando aproximar cada vez mais a comunidade do porto, a EMAP desenvolve um programa de vistas semanais para grupos pré-agendados, onde é possível conhecer mais sobre o Itaqui e fazer um tour guiado por sua área primária. É possível agendar uma visita através do nosso site, clique aqui.



H) Parceria com o Polo Comunitário de Desenvolvimento Sustentável – PCDS – Alcântara, MA.

O Polo Comunitário de Desenvolvimento Sustentável é uma organização social parceira da EMAP que engloba 65 povoados quilombolas, localizada próximo ao Terminal de Ferryboat do Cujupe, administrado pela empresa.


Alguns projetos já desenvolvidos pela EMAP e PCDS:


Arte Guarimã: A EMAP apoiou o grupo Arte Guarimã criado em 2011. São mais de 40 mulheres quilombolas capacitadas em tecelagem de fibras naturais e confecção de produtos “verdes” adquiridos pela empresa e seus parceiros.



Inclusão Digital: A EMAP ajudou a construir e equipar a 1ª sala de inclusão digital de Alcântara conectando crianças e adultos ao mundo digital.



  • 24 terminais com acesso à internet
  • Primeira fase (2014): mais de 150 alunos na faixa etária de 05 a 13 anos
  • Informática como parte do cronograma disciplinar da escola do PCDS
  • Segunda fase (2015): Inclusão digital para 120 adultos da comunidade

Incentivo à Leitura: A EMAP e parceiros do Porto do Itaqui contribuíram na construção, mobília e aquisição de livros para a biblioteca do Polo Comunitário de Desenvolvimento Sustentável, beneficiando mais de 150 alunos de 64 povoados e toda a comunidade que tem acesso à biblioteca.