Notícias

EMAP investe em tecnologia para integrar operações portuárias

Para se tornar um porto de classe mundial, o Itaqui investe também em tecnologia. A equipe de informática da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), gestora do porto, trabalha na implantação do Sistema Governamental de Gestão Portuária Integrada (S2GPI) e do Sistema de Gerenciamento de Documentos (E-Docs). Os projetos colocam o Itaqui entre os portos no país que estão passando por uma modernização nessa área, além de representar uma economia de R$ 900 mil/ano para a organização.
Com a implantação do S2GPI, os sujeitos atuantes no complexo portuário: Agências Marítimas, Operadores Portuários, Órgão Gestor da Mão de Obra (OGMO), Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), entre outros, compartilharão informações relacionadas à logística do porto maranhense em tempo real. O projeto contribuirá para que as operações portuárias sejam ainda mais ágeis e seguras, além de proporcionar ferramentas para a organização de um banco de dados completo do Itaqui.
O maior benefício do S2GPI está em simplificar o processo, padronizar as informações, racionalizar os procedimentos, aumentar a eficiência e reduzir custos , ressaltou Jaqueline Lobão, Diretora de Administração e Finanças da EMAP. No total, serão oito módulos implantados: quatro direcionados à área operacional e o restante para outros setores da EMAP, que trabalha o projeto em parceria com a empresa LINKCON. Atualmente, de acordo com a GETIN, são utilizados mais de 10 sistemas de informática que captam informações do porto. Ao final tem-se um sistema desintegrado e um retrabalho para cruzar as informações , explicou João Luiz Menegazzo, gerente do setor. Com a implantação do S2GPI será possível que um conferente, na beira do cais, recebendo a carga, alimente online o sistema. Hoje, ele utiliza papel. Com o sistema passará a utilizar uma ferramenta eletrônica.


Implantação
Desde o início do ano, as agências marítimas cadastradas e autorizadas pela EMAP alimentam o sistema com informações sobre a movimentação dos navios e cargas no porto. Tais empresas encaminham à EMAP solicitação de atracações e desatracações de navios, embarque e desembarque de cargas, entre outras atividades. Tais informações serão compartilhadas pelo OGMO, pelas transportadoras e pelos operadores, facilitando a comunicação.

Os próximos módulos a serem implantados são os de Carga Geral e de Granéis Líquidos e Sólidos. O objetivo é que até o final de 2012 todos os sistemas do Itaqui, entre eles o de Controle de Acesso e o Administrativo Financeiro, estejam integrados.
A modernização do sistema interligado do Itaqui reflete também no comprometimento da EMAP junto aos órgãos estaduais e federais controladores. O aplicativo permite uma organização da memória institucional e também do banco de dados da empresa. O trâmite e o fornecimento das informações junto aos fiscalizadores é mais célere, transparente e eficiente. Buscamos ainda mais credibilidade junto aos fiscais dos órgãos públicos , complementou Jaqueline Lobão.

Porto sem papel
O porto do Itaqui investe no cenário propício à implantação do Porto Sem Papel (PSP), da Secretaria Especial dos Portos da presidência da República. Desde janeiro, por meio do Sistema Governamental de Gestão Portuária Integrada (S2GPI), a gestão do porto maranhense caracteriza-se pela integração e virtualização no trâmite dos processos e documentos.
Resultados alcançados mediante o comprometimento e a colaboração de cada funcionário da empresa. Além do treinamento, percebe-se o foco em cada profissional de substituir o trâmite tradicional dos processos pelo virtual, explicou Jaqueline Lobão. Além da economia de R$ 900 mil que anualmente eram destinados à compra de equipamentos e material para impressão, a empresa ganha tempo nas operações portuárias com a integração dos sistemas.
Outro investimento no projeto federal feito pela EMAP foi a implantação do novo sistema de Gerenciamento de Documentos, chamado de e-DOCs, um aplicativo que substituirá, gradativamente, o trâmite dos processos tradicionais pela virtualização. Com o e-DOCs os benefícios conquistados são: absoluto controle dos trabalhos, aumento na produtividade, padronização dos procedimentos, diminuição no tempo de tramitação, eliminação dos riscos de extravios de documentos, além da consulta do documento via internet de qualquer lugar.
 
Alinhamento estratégico
A atuação dos colaboradores nos projetos de virtualização e integração do Itaqui tem como diretriz o programa Consumo Consciente, recentemente lançado pela Gerência de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da EMAP. O objetivo é expansão do porto maranhense de maneira comprometida e responsável dos pontos de vista social, ambiental e com rentabilidade. As ações do programa estão direcionadas a projetos de reciclagem de materiais como o papel e incentivo ao uso consciente dos recursos naturais.
Cerca de 400 colaboradores que atuam no Itaqui receberam os Kits do Consumo Consciente contendo sacolas retornáveis para utilizar nas compras nos mercados, canecas para água e café em substituição aos copos descartáveis e marcadores de textos contendo dicas de preservação ambiental.
 
Fonte: Gerência de Comunicação da EMAP
Texto: Yndara Vasques
Contatos: 98  3216-6050/6020

Agende sua visita Fale sonosco Tour Virtual Galeria de Fotos

Av. dos Portugueses S/N, Itaqui, São Luís - MA, CEP 65.085-370
Tel: +55 (98) 3216.6000 | Fax: +55 (98) 3216.6060
comunicacao@emap.ma.gov.br